Comunicado: Novos vôos para a AMAP

O mês de Julho de 2018 marca um ponto de viragem nas Associações pela Manutenção da Agricultura de Proximidade que estiveram a ser dinamizadas pela associação Moving Cause nos últimos anos.

Com o fim de um estágio parcialmente financiado pelo IEFP, que apoiou o trabalho de facilitação das AMAPs do Porto e Gaia ao longo dos últimos 12 meses, surgiram várias questões, internas e externas, sobre o futuro do projecto AMAP na Moving Cause.

A direção da Associação Moving Cause pretende com o presente comunicado clarificar este assunto, começando por fazer um balanço do projecto das AMAPs na associação, e terminando com algumas perspectivas para o futuro.

Mobilizar a causa das AMAP: uma relação de quatro anos

Desde 2014 que a Moving Cause organizou e promoveu várias iniciativas ligadas com o conceito de AMAP, nomeadamente:

2014-2016 – apoiou a criação e funcionamento da Associação pela Manutenção da Economia de Proximidade (AMEP), uma rede de consumo inspirada nas iniciativas AMAP que introduziu a possibilidade de aquisição de produtos com moeda social em detrimento do euro.

I Encontro Nacional das AMAP, Serralves, Porto (2015). Foto: Ramon
I Encontro Nacional das AMAP, Serralves, Porto (2015). Foto: Ramon. Clique para ver o álbum no Facebook.

2015 – organizou o I Encontro Nacional das AMAPs em Serralves, que juntou duas centenas de consumidores e produtores e organizações de diferentes pontos do país – e onde nasceu o programa O Som é a Enxada, da Rádio Manobras, que até hoje segue divulgando regularmente as actividades da AMAP.

2016 – apoiou a criação das AMAPs de Gaia e Porto, e participou em encontros em Odemira e Abrantes, com outras AMAP do país, que permitiram definir a Carta de Princípios das AMAP portuguesas e as bases para a criação de uma Rede Nacional de AMAPs.

Produtores AMAP no Cantinho das Aromáticas em Gaia (2016)
Produtores AMAP no Cantinho das Aromáticas em Gaia (2016)

2017 – Apresentou o conceito AMAP em diversos eventos e conferências, como a +BIO, Food Futures e Cidade+.

2017/2018 – apoiou a contratação de uma estagiária (através do programa Medidas de Inserção do IEFP) para poder levar a cabo o trabalho de organização de encomendas e facilitação de informação entre produtores e consumidores das AMAPs do Porto e de Gaia. Este estágio não atingiu o objectivo de se auto-financiar e deixou na associação um défice de cerca de 720 euros (ver relatório de contas).

Perspectivas para o futuro das AMAP

As AMAP assentam em três princípios basilares: a relação de escala humana (sem intermediários), a agroecologia e o alimento como bem-comum (e não como mercadoria).

Entendemos que para honrar estes princípios, tanto consumidores como produtores devem assumir “como podem e como sabem” (citando Alfredo Sendim) a co-responsabilidade sobre a gestão e funcionamento de cada grupo de consumo.

Assembleia-Geral AMAP, Dezembro de 2017. Um resumo pode ser ouvido n'O SOM É A ENXADA #62
Assembleia-Geral AMAP, Dezembro de 2017. Um resumo pode ser ouvido n’O SOM É A ENXADA #62

Após o trabalho desenvolvido pela Moving Cause nos últimos anos, que permitiu alavancar novas AMAPs em Portugal, chegou o momento de nos afastarmos do trabalho administrativo e logístico inerente à gestão e facilitação dos projectos locais, e deixar espaço para que os grupos de consumo passem a funcionar de forma mais autónoma, como satélites AMAP.

Mantemos obviamente as portas abertas e a disponibilidade em apoiar e divulgar o conceito das AMAPs, sendo esta uma iniciativa que vai ao encontro dos valores e missão da Associação. Pretendemos, na medida do que nos for possível, continuar a trabalhar para o crescimento e fortalecimento da Rede AMAP.

A pedido de várias produtoras, disponibilizámos algumas das infraestruturas de comunicação e informação por nós criadas, como o website, os emails e as redes sociais. Quem quiser apoiar o trabalho que a associação tem feito (nomeadamente na manutenção destas infraestruturas) e ajudar-nos a fazer crescer projectos como a AMAP, pode associar-se à causa ou fazer um donativo para o IBAN PT50 0033 0000 4537 5584 7020 5 (enviar comprovativo de transferência para info@movingcause.org).

Procurando sempre um caminho de colaboração e entendimento, estamos disponíveis para crescer juntos, aprendendo com os desafios que vão surgindo!

Bem haja!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *