Category Archives: Newsletter

Um bando de andorinhas faz o Verão, uma só não

Com a gáspea dos vôos rasantes do estio, perambulamos entre a labuta diária das utopias que desejamos realizar e a contemplação da abundância com que nos brinda a estação. Os sonhos vão ganhando corpo, cheiro e forma. Transmutam-se e convergem nesta missiva com ares da graça do que se anda a congeminar. Por aqui abaixo, notícias veraneantes das várias frentes activas da associação Moving Cause:

  • Ser EducAção
  • AMAP & O Som é a Enxada
  • Horta da partilha
  • Organizações do Futuro

E mais. Já amanhã, 23 de Julho, vamos estar em Fafe no Eco-Festival Terra Mãe, a partilhar as nossas experiências com a AMEP e a moeda social ECOSOL. Apareçam! Vai haver música da boa!

Abraço,
Bando de Andorinhas


// SER EDUCAÇÃO, Soajo

Terminou em Maio, com a formação em “Pedagogia Montessori no dia-a-dia“, o ciclo de quatro formações organizadas pelo Ser Educação durante o ano 2015/2016.

sereducacao-montessori

Ao todo foram mais de 50 pessoas que estiveram presentes nas várias formações de 2/3 dias e o feedback que recebemos dos participantes foi bastante positivo. Foram bons momentos de aprendizagem, partilha e reflexão conjunta sobre temas que nos tocam a todos e que manifestam um futuro mais solidário e cooperante. Fizeram-se vários contactos e partilharam-se muitos materiais educativos que nos permitirão ir beber a várias fontes por muito tempo. Esperamos de alguma forma ter conseguido espalhar a mensagem de inspiração para uma nova forma de educação e de nos relacionarmos em comunidade.

Lamentamos que não tenha havido maior envolvimento por parte da comunidade educativa local pois esse era um dos objectivos principais deste ciclo. Continuaremos a fazer o nosso caminho e o próximo evento será o II Encontro Ser Educação nos dias 7, 8 e 9 de Outubro no Soajo.

Os nossos esforços estão agora direccionados para organizar este encontro que tem sido planeado em conjunto com várias pessoas, projectos e instituições ligadas à educação usando a metodologia de “Dragon Dreaming”.

Agradecemos a todos os que nos têm apoiado, aos que estiveram presentes, aos formadores, à equipa de “Joanas e Filipas” da organização e ao Sol.

Bom Verão!!

// AMAPs & O Som é a Enxada

A Associação para a Manutenção da Agricultura de Proximidade (AMAP) de Gaia prossegue, com os seus encontros semanais e a abundância e saúde no prato, e a AMAP do Porto está prestes a ser criada — só precisa de encontrar um espaço para a distribuição.

A melhor forma de acompanhar os desenvolvimentos relacionados com a agricultura de proximidade a nível (hiper)local, local, nacional e internacional é visitando o Cantinho das Aromáticas ao sábado à tarde ou sintonizando O SOM É A ENXADA na Rádio Manobras às quartas-feiras às 22:00, um programa semanal que estamos a desenvolver desde o I Encontro Nacional das AMAP de Novembro de 2015, com dicas mensais do Pedro Agricultor para os trabalhos na horta, visitas a produtores e iniciativas locais, poesia, música e literatura frugal.

Visita: somenxada.tumblr.com
Visita: somenxada.tumblr.com

// HORTA DA PARTILHA, Porto

Depois de um Inverno e uma Primavera trabalhosos, em torno da aconchegável estufa, levámos à terra as belas sementeiras que, com sucesso, germinaram. Pela primeira vez na horta partilhada, todas as mudas plantadas na Primavera, tiveram origem nas colheitas das estações anteriores. Foi com alegria que garantimos o ciclo das sementes e dos recursos internos do espaço.

partilha

Fomos mais longe e reabilitámos o lago, limpando-o e plantando alfazemas, juncos e agriões-d’água, ao seu redor. Depois do corte do mato que crescia à volta do lago, fizemos camas com os restos das ervas secas e semeámos batatas, na filosofia do “no digging potato“.

E eis, que tudo rebentou, floriu e cresceu! Algures em Maio a vista era fantástica e o aroma embriagava!

Com a chegada do calor, veio um grande desafio! Ficámos sem água! O motor do poço avariou e até à data não conseguimos solução. Enquanto choveu, recolhemos a água da chuva como se podia…

É com desânimo que agora vemos a luta das plantas por vingarem neste calor!

Bravas têm sido as que se aguentam – alfaces, tomateiros, feijoeiros, morangueiros, cenouras, entre outras! E as belas e rebeldes flores que crescem por todo lado, sempre viçosas, como que dizendo que dos humanos só precisam da contemplação.

Para já não sabemos como será o futuro! Certo é que a experiência foi maravilhosa enquanto durou!!

// Organizações do Futuro, Cidade+

Na edição deste ano do Cidade+, a Moving Cause promoveu o tema das Organizações do Futuro em dois momentos. O primeiro no dia 18 de Junho numa (Des)Conferência sobre Sustentabilidade na Fundação Dr. António Cupertino de Miranda e outro numa oficina prática no dia 7 de Julho.

elefante

Neste dois momentos promovemos a discussão e reflexão sobre conceitos fundamentais para a criação de um mundo diferente: co-criação e colaboração. Através de jogos e exercícios prácticos, abordamos ideias como a mudança de perspectiva, (re)conhecimento de modelos mentais, como lidar com sistemas complexos e sensíveis, colaboração, participação e confiança.

Este eventos foram realizados numa parceria entre o Cidade+, a Moving Cause e o projecto O Elefante na Sala.


// EXTRAS!

  • PROCURAMOS POISO: Juntamente com um grupo de associações, cooperativas e colectivos informais do Porto, andamos à procura de um espaço físico que possa albergar as nossas utopias. Se tiveres um espaço disponível, se souberes de quem tenha, ou se simplesmente quiseres saber mais ou mostrar-te solidário/a, escreve-nos!
  • ECO-CONSTRUÇÃO NO SOAJO: A Joana e o Yassine estão a precisar de ajuda para a construção da sua casa familiar na Branda do Murço, no Soajo… tens braços e um tempinho livre para ajudar nesta empreitada? Escreve-nos!
  • MATAR A SEDE À HORTA: O motor que puxa água do poço avariou e a Horta comunitária da Partila, em Arca d’Água, coitada, está literalmente a seco… Precisamos de comprar ou angariar um motor. Tens como ajudar? Escreve-nos!

Andorinhas há 7 anos!

Pelo equinócio da Primavera, celebramos 7 anos desde o lançamento da associação.

Lembro-me bem de quando recebi um email da Sara Moreira com o título “Make yourselves a cup of tea and read this“, com a proposta de fazer parte do grupo fundador da Associação. Estávamos em finais de 2008 e o convite era para me juntar a algo que ainda não se sabia muito bem o quê,  mas que soava a revolucionário, inovador, com uma visão global bem alicerçada nas necessidades do lugar onde cada uma de nós morava. Era um convite dirigido a 9 mulheres de vários cantos do mundo: Timor–Leste, Estados Unidos e Portugal, todas elas dedicadas de alguma forma a criar modelos sociais justos e cooperantes. Algumas através de tecnologias de informação e outras de mãos na terra a semear para colher.

Desde esse dia até agora a associação passou por várias fases… Algumas difíceis, de inércia total (a “moving caos” passou pelo “corredor da morte”), e agora de energias renovadas com o apoio de novos membros que se juntaram à equipa.

O carácter internacional com que a associação foi fundada, ao longo destes anos foi-se dissipando para podermos focar-nos mais no aqui e agora: foram criados projectos dedicados a criar raízes, a trabalhar naquilo podemos realmente fazer no nosso bairro e na nossa comunidade, exemplo disso são a AMEP e o Ser EducAção.

Desta forma a associação tem trazido grandes momentos de alegria pela possibilidade de podermos dedicar-nos de corpo e alma às causas em que acreditamos e por podermos de certa forma fazer disso a nossa maneira de viver.

Agora parece que este 7 traz consigo o final de um ciclo e o início de um novo. De alicerces bem sólidos a associação parece estar novamente pronta para se abrir para o mundo e abraçar projectos internacionais como o Transicionês, em colaboração com a Transition Network, e a rede das AMAP, em parceria com a Urgenci e outras redes europeias.

Estamos muito contentes com o percurso que temos feito e agradecemos a todos os que têm de alguma forma apoiado a associação e a ela dedicado o seu tempo, atenção e energia.

Foram vários anos a sonhar, planear, estruturar, a dedicar horas e horas a reuniões e a concretizar projectos… agora chegou o momento de celebrar!!!

Boa Primavera! Bons voos!
flyer-festa-primavera

“Um beijo rasante”

«As andorinhas surgiram imptuosa e inesperadamente,
com o arfar de uma nova estação ansiosa por desabrochar. 
 
A memória que guardo delas é a de um ápice dinâmico de energia que se cruza entre o vento e o espaço  em voos rasantes à própria ambição de se superar; em espasmos de alegria contínuos que se definem num voo, num voo de intenções e vontades que rasga o ar em piruetas e contra picados até à conclusão de um só objectivo.
 
São, um exemplo claro de resistência e de determinação colectiva, 
percorrendo mais de 10 mil km por migração com as suas leves 40 e pico gramas.. 
Encarnam o conceito cíclico da mudança sazonal e da regeneração da vida
analogamente ao impacto que a Moving Cause terá nos diferentes contextos sociais.

Hinos à elegância e ao espírito comunitário que trazem com a colónia são
seres apaixonados e sociáveis que deleitam de personalidade o ar quente do verão.  
indiciadas por si mesmas superam essencialmente pela sua pura genuinidade.»

Memória descritiva de Vitor Carneiro, designer do logotipo da Moving Cause. 28/05/2009

Gratas eternamente!

Estamos de volta!

muuvingcows
«Eu vo-lo digo: é preciso ter ainda um caos dentro de si
para gerar uma estrela dançante.»

Assim falava Zaratustra

E depois das primeiras ninhadas terem aprendido a voar, as andorinhas resolveram descansar. Recolhendo-se no ninho, apreciaram apenas… Repousaram, permitindo-se ser.

Algum tempo passou e as andorinhas ganharam ânimo renovado e novas vontades! Mas repararam que o ninho precisava de “arranjos”. Os alicerces precisavam de reforço, as paredes careciam de palha, até mesmo o ar precisava de arejar. E, foi então, que depois de grande azáfama e reunião, o “ninho” estava pronto para mais uma temporada: a nova “casa” podia agora albergar novos projectos e todos aqueles que precisassem de abrigo para “criar”.

Por alturas da Primavera a Moving Cause começou a mobilizar dois novos projectos: a Terra das Crianças, na vila do Soajo (Arcos de Valdevez), e o Vou Levar-te Comigo, em Cedofeita (Porto).

O primeiro, um projecto na área da educação para a cidadania, direcionado para as crianças do Soajo, com o objectivo de promover a ligação entre as crianças e o ambiente envolvente, estimulando o sentido de responsabilidade e o envolvimento das suas famílias.

O segundo, um projecto direccionado para a organização do desperdício, em meio urbano, onde se pretende promover a organização e o aproveitamento dos recursos reutilizáveis, despertando para outras formas de consumo mais sustentáveis.

Já abrimos também as portas para o mundo e reconstruimos o site com uma nova “cara”.

Mais projectos estão a surgir e mais causas serão movidas! Vamos dando notícias do mundo das utopias concretas.

Até já!

As Andorinhas

Salinha no Compasso - reunião no escritório temporário da Moving Cause na Associação Espaço Compasso, Fevereiro de 2013.
Salinha no Compasso – reunião no escritório temporário da Moving Cause na Associação Espaço Compasso, Fevereiro de 2013.